24 DE MAIO DE 2017

Workshop orientado para Câmaras Municipais da Área Metropolitana de Lisboa e outros atores do sistema alimentar urbano

PLANEAMENTO ALIMENTAR URBANO. CONCEITOS E PRÁTICAS PARA A INOVAÇÃO TERRITORIAL NA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA

O Colégio Food, Farming and Forestry (F3) da ULisboa, com o apoio da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT), organiza, no próximo dia 24 de maio, entre as 9h30 e as 17h45, um Workshop na temática do Planeamento Alimentar Urbano: Conceitos e práticas para a inovação territorial na Área Metropolitana de Lisboa.

Com caráter eminentemente prático, espera-se que este workshop contribua para atualizar atores do sistema alimentar urbano da Área Metropolitana de Lisboa com ferramentas de planeamento, apoio à decisão, gestão e monitorização, que contribuam para um ordenamento do território coordenadas com políticas agroalimentares e de desenvolvimento urbano.

9:00 Registo dos Participantes
9:30

Sessão de Abertura

João Pereira Teixeira, Presidente da CCDRLVT

Wanda Viegas, Diretora do Colégio F3 da ULisboa

9:45

Quadro conceptual do planeamento alimentar urbano. Exemplos internacionais.

Rosário Oliveira, ICS

10:10

O sistema alimentar urbano na AML. Oportunidades e obstáculos.

Jorge Cancela, FA

10:30

Planeamento alimentar urbano e coesão territorial. Modelos prospetivos na interface urbano-rural.

Paulo Morgado, IGOT

10:50

Perspetivas dos stakeholders locais sobre o futuro da produção agrícola na AML.

Isabel Loupa Ramos, IST

11:15

Pausa para café / chá

11:45

O papel do sistema alimentar no metabolismo urbano da AML.

Samuel Niza, IST

12:10

Desafiando os instrumentos de gestão territorial regionais e locais.

Leonel Fadigas, FA

12:30

Iniciativas no contexto da governança alimentar.

Isabel Rodrigo, ISA

13:00

Almoço livre

14:00

Workshop em grupos de trabalho (GT)

Cada grupo de trabalho é dinamizado por dois investigadores e pretendem-se identificar prioridades temáticas de intervenção na AML, que serão posteriormente apresentadas:

  • GT1 – Recursos naturais e serviços dos ecossistemas (Henrique Cabral, FC e Jorge Cancela, FA)
  • GT2 – Transportes e energia (Paulo Morgado, IGOT e Samuel Niza, IST)
  • GT3 – Consumo alimentar e direito à alimentação saudável (Maria João Estorninho, FD e Teresa Sousa Nunes, FL)
  • GT4 – Emprego e desenvolvimento local (Isabel Rodrigo, ISA e Rita Calvário, ICS)
  • GT5 – Riscos, alterações climáticas e comportamentos (António Lopes, IGOT e Rute Saraiva, FD)
16:00

Apresentação dos resultados dos Grupos de Trabalho (15 minutos/grupo)

17:30

Conclusões e encerramento

Jorge Cancela, Grupo de Trabalho “Bacias Alimentares, Planeamento Alimentar Urbano e Ordenamento do Território” – Colégio F3

O atual contexto económico e a constatação de que, nas próximas décadas, a população mundial será esmagadoramente urbana, reforçam a necessidade de desenvolvimento de abordagens inovadoras no sentido de garantir a segurança alimentar a partir de sistemas alimentares sustentáveis e resilientes.

Como desenvolver tais sistemas alimentares com base em instrumentos adequados de ordenamento do território?

De acordo com as agendas políticas e científicas internacionais, é fundamental a re-territorialização dos sistemas de produção-consumo através de cadeias de abastecimento mais curtas e eficientes, promovendo o desenvolvimento urbano sustentável territorialmente ancorado. Assim, o planeamento alimentar urbano terá de fornecer respostas coerentes e eficientes tendo em conta os múltiplos componentes de desenvolvimento da cidade e da sua região, focando-se na existência de regiões funcionais que incluam áreas rurais, urbanas e periurbanas, onde as funções de produção, distribuição, consumo alimentar e a gestão de resíduos sejam integradas numa perspetiva sistémica.

A primeira parte do programa, partindo da reflexão de investigadores do Colégio F3, pretende iniciar este debate na Área Metropolitana de Lisboa com representantes das Câmaras Municipais e outros atores do sistema alimentar metropolitano. A segunda parte do workshop será dedicada à discussão temática, em grupo, que permita identificar linhas e prioridades de investigação e atuação.

INSCRIÇÕES

por e-mail, até 19 de maio:

ccdrlvt@ccdr-lvt.pt

p